os caminhos de luz

Conhecer um pouco mais de algo, é sempre válido. Conhecer a origem, um pouco da história e quem sabe até a filosofia de determinado assunto, pode nos ajudar a expandir a mente e encontrar respostas para diversas perguntas. Por isso hoje trago um pouco de história e uma pouco da filosofia do reiki.

A origem do Reiki é japonesa, e foi canalizada pelo monge japonês Mikao Usui.

A palavra Reiki tem vários significados, mas todos eles com uma certa co-relação: energia vital, força vital, energia espiritual. Isso depende muito de quem traduz.

Traduzindo separadamente, REI significa a sabedoria divina, espírito, milagroso; e KI significa energia vital, consciência, sopro de vida, gás. Assim, o Reiki é a prática terapêutica que admite um princípio vital, distinto a um só tempo da alma e do organismo, e que faz dele dependerem as ações orgânicas.

Mas ainda resta a dúvida: como foi que Usui canalizou o Reiki?

A origem do Reiki começa na juventude de Mikao Usui, que estudou o Kiko, uma técnica de cura que usa a energia vital da própria energia da pessoa.

Mikao Usui buscou se aprofundar no Kiko, mas esse método deixava o doador/terapeuta esgotado, totalmente exaurido. E foi exatamente a insatisfação de Usui que proporcionou a origem do Reiki. Ele buscava uma forma de curar as pessoas através da energia vital, mas sem ter ela exaurida de quem a aplicasse.

Mikao Usui era um pesquisador incansável. Por muito tempo buscou técnicas para tratar as pessoas através do universo holístico. Viajou pelo Japão, China e Europa Ocidental em busca de informações a respeito de assuntos que viriam a ser utilizados na técnica do Reiki.

Em 1914, passou 21 dias meditando, orando e cantando. O local escolhido foi o Monte Kurama, uma montanha sagrada, que fica próxima a Kyoto e é considerado o coração espiritual do Japão, onde há vários templos sagrados que representam diversas divindades.

O sistema do Reiki se desenvolveu enquanto Mikao Usui praticava Isyu Guo (um treino budista de 21 dias). As atividades geralmente são meditação, oração e cânticos, tudo em jejum.

Não se tem relatos sobre qual atividade exatamente Mikao Usui estava realizando quando iniciou a origem do Reiki. O que se alega é que Mikao Usui recebeu o dom através de uma revelação mística. Esse conhecimento e poder espiritual que ele chamou de Reiki, dizia ser recebido pelo seu corpo através do seu Chacra Coronário.

Mikao Usui foi quem deu origem à prática de cura através das mãos, em 1922, por meio de muitas pesquisas, estudos e vivência espiritual, mas há quem acredite que a origem do Reiki seja milenar.

Acredita-se que em uma de suas meditações, Mikao Usui entrou em contato com um ser superior que o ensinou a utilizar a técnica que ele buscava, bem como a metodologia da imposição das mãos e os símbolos.

Reiki não é religião, é uma filosofia de vida. É um caminho…

O Reiki fala-nos sobre a simplicidade e quando, verdadeiramente, se pratica Reiki, É-se em Reiki. A nossa identidade perde-se e encontra-se, o nosso corpo dissolve-se e une-se com a energia, tudo em nós brilha por um momento. Como dizia o Mestre Mikao Usui, o Reiki é um caminho para atingir o Satori, a iluminação. Tal caminho é feito com a prática, temos que trabalhar os nossos canais energéticos, a disciplina, a elevação da consciência como se trabalhássemos o corpo físico num ginásio. Para o crescimento de qualquer coisa é também necessário saber cuidar, preservar, vendo-nos como bambu, devemos preservar a Terra onde iremos crescer, regá-la com todos os nutrientes que necessitamos e cuidá-la com muito amor.

Para os conceitos e estilos de vida ocidentais, o vazio é algo quase impossível e assustador. A nossa vida deve ser preenchida de afazeres, de listas de coisas a cumprir e cumpridas, de convívios, festas e imensas horas de trabalho. Tudo isto conjugado torna quase impossível a disponibilidade até para cinco minutos de silêncio, vivemos de cabeça cheia. Toda a realidade é um turbilhão que muitas vezes nos arrasta até ao limite das nossas forças.

Com o Reiki encontramos algumas ferramentas que nos permitem perceber a importância do silêncio, do ato de cuidar de nós e do estar em comunhão com a vida. Essas ferramentas fazem parte da filosofia de vida criada por Mikao Usui.

Outra contribuição importante do Mestre Usui, são os cinco princípios do Reiki, que devem ser lembrados todos os dias:

Só por hoje

Sou calmo

Confio na vida e nas pessoas

Sou grato

Trabalho honestamente

Sou amável e gentil com todos os seres

 

Quer saber mais? Continue aqui com a gente!

 

Terapeuta Gabriela Mund

CRTH7708-BR

@gabrielacmund

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.